Trajetória(s) – Mariana Muniz

Trajetória(s) é um projeto de resgate da memória dos momentos mais significativos da carreira da bailarina, atriz, coreógrafa e diretora da Cia Mariana Muniz de Teatro e Dança. Figura atuante na dança e no teatro, Mariana Muniz participou de eventos históricos que mudaram a maneira de pensar o movimento e a dança em nosso país.

Pernambucana de origem, onde começou seu aprendizado em dança clássica, conheceu o mestre Klauss Vianna por volta dos anos 70/80, quando se mudou do Rio de Janeiro para São Paulo. Era um tempo em que havia um envolvimento muito grande da dança com o teatro. “A nossa dança dialogava tremendamente com o que se fazia e experimentava no teatro. Era o tempo, a época do “desbunde”, mais revolucionária do que qualquer revolução, pois mexeu com o comportamento da sociedade, seus valores, enfim…”, afirma Mariana.

Trabalhou com o grupo “Teatro do Movimento”, sob a direção e Angel e Klauss Vianna o que, segundo Mariana, mudou seu modo de ver o mundo. “A ideia de questionar o sentido de fazer dança, de ter a sensação do corpo em movimento, de saber o que estava acontecendo do ponto vista anatômico e fisiológico, produziram no meu ser uma transformação radical. Posso afirmar que meu caminho artístico se divide entre antes de Klauss e depois de Klauss. Acredito que os seus pensamentos de pesquisa e criação serão sempre vivos, porque são advindos de uma prática pedagógica e cênica de grande profundidade investigativa. Os modos de articulação prática desses pensamentos no século XXI dependerão, em grande parte, das leituras dos materiais a que temos acesso, seja por via direta de transmissão vivenciada no corpo de seus alunos, seja, por via indireta, nos artigos que escreveu, e no livro que deixou publicado”.

Trajetória(s) é a possibilidade de uma grande parcela do público jovem e amante das artes cênicas, terem acesso direto às experimentações, vivências e processos de criação dessa artista que, com 57 anos, continua atuando e está prestes a estrear um novo trabalho cênico – D’ Existir.

O projeto contou com as seguintes ações:

Exposição Fotográfica com uma seleção de imagens representativas e marcantes da trajetória de Mariana Muniz;

Exposição Virtual com compartilhamento de itens de seu acervo pessoal (vídeos, fotos, material gráfico, críticas, documentos, etc), cronologia e evolução de sua carreira. Navegue pela exposição virtual aqui;

Publicação eletrônica com artigos escritos por especialistas convidados, sendo que cada um abordará uma obra específica da carreira de Mariana Muniz. Os profissionais convidados são: Valmir Santos, Cássia Navas, Nirvana Marinho e Carlos Avelino de Arruda Camargo;

Grandes Encontros com profissionais que tiveram grande impacto artístico/afetivo na carreira de Mariana Muniz. São eles: Angel Vianna, Maria Lúcia Lee e Valmir Santos.

Circulação dos solos 2 Mundos e D’Existir e

Oficina de estudo do movimento e eutonia ministradas por Mariana Muniz.

 

O projeto foi contemplado pelo 18º edital de Fomento à Dança da Secretaria de Cultura da Cidade de São Paulo.

 .