Ruth Rachou 90 anos

Ruth Rachou pertence à geração pioneira da dança moderna brasileira. Da participação no Balé do IV Centenário de São Paulo, início de sua vida profissional, em 1954, o aperfeiçoamento nas técnicas de Martha Graham e Jose Limón, nos Estados Unidos, passando por programas das TVs Tupi e Record, vão mais de 60 anos de contribuições ininterruptas, tanto como bailarina e coreógrafa, quanto no ensino e disseminação da técnica moderna, que lhe conferiram reconhecimento e prestígio na cena contemporânea.
Em agosto de 2017, Ruth Rachou completou 90 anos, comemorados com uma programação que,  mais do que prestar homenagem, buscou proteger e difundir a história desta mestra que se confunde com a da própria dança moderna no Brasil.
A exposição virtual desenvolvida em homenagem à artista, reúne fotos, vídeos, entrevistas e informações históricas referentes à trajetória artística de Ruth Rachou. Confira a exposição virtual “Ruth Rachou: Dança Afetos Resistência”.
Nos dias 04 e 28 de agosto, no Centro de Referência da Dança – CRD SP e no Sesc Consolação, foram realizadas duas oficinas ‘Técnica de Dança Moderna de Martha Graham’, ministrada por Rachel Annunciato, que foi aluna e pupila de Ruth Rachou; e ‘Preparação corporal para a Dança’, com o filho Raul Rachou, que seguiu os passos da mãe em trabalhar e criar dança. Como ele mesmo diz “é a tradição em transformação”.
No dia 29 de agosto aconteceu a estreia da Mostra de Dança “Ruth Rachou 90 anos” para os alunos do CEU Inácio Monteiro e, no SESC Consolação, uma aula magna ministrada por Ruth Rachou, acompanhada por Benjamim Taubkin, como acontecia nos anos 80, antes de o músico se tornar um dos mais conceituados maestros e pianistas do país. Aberta ao público com a participação dos alunos da Escola de Dança de São Paulo da Fundação do Theatro Municipal, apresentou um compilado da metodologia e técnica de dança desenvolvida ao longo da trajetória de Ruth Rachou.
No dia 30 de agosto aconteceu a exibição do documentário sobre a trajetória da artista. Com roteiro de Raul Rachou, Talita Bretas e Osmar Zampieri, responsável também pela captação de imagens e montagem, o filme tem como fio condutor sua carreira como reflexão sobre uma geração que se profissionalizou a partir do Ballet do IV Centenário, e encontrou novos mercados de trabalho, desde a recém inaugurada televisão e a incipiente indústria de cinema (através dos estúdios da Vera Cruz), até o projeto do Teatro de Dança Galpão, fruto de novas iniciativas para políticas públicas da cultura. Após a sessão, aconteceu um bate-papo com a pesquisadora e crítica de dança, Helena Katz, e com o bailarino e professor Raul Rachou.
Para o encerramento das comemorações, dia 31 de agosto no Teatro Anchieta do SESC Consolação, aconteceu a reapresentação da Mostra de Dança “Ruth Rachou 90 anos”, Mariana Muniz, Rachel Annunciato e Raul Rachou apresentaram, sequencialmente, três trabalhos coreográficos em homenagem à mestra: Rachel Annunciato dança “Vivências”, obra de Ruth Rachou, inspirada em Isadora Duncan, que estreou, em 1976, na Sala Galpão, um espaço no Teatro Ruth Escobar, financiado pelo governo do Estado de São Paulo, exclusivamente para acolher os acontecimentos da dança – aulas, conferências, exibição de filmes e apresentações de caráter experimental -, em meio à Ditadura Militar.
Em seguida, atriz, bailarina e coreógrafa Mariana Muniz interpretou “Speranza!”, em releitura da personagem Dona Esperança, criação de Ruth Rachou e José Possi Neto para o espetáculo “Sonho de Valsa”, de 1979, uma mulher presa em seu limitado e solitário mundo doméstico que, sonhando, se descobre dona de uma subjetividade passível de grande transformação interior.
“Duas ou três coisas que eu sei dela”, solo de Raul Rachou, que tem como universo de pesquisa e inspiração a história artística de Ruth Rachou, fechou a noite e encerrou as homenagens e comemorações.
Idealizado pelo MUD – Museu da Dança, sob organização de Talita Bretas e Natalia Gresenberg, a proposta “Ruth Rachou 90 anos”, acolhida pelo Sesc Consolação, integra o Projeto contemplado pela 21º Edição do Programa Municipal de Fomento à Dança.
FICHA TÉCNICA DO PROJETO
Idealização: MUD – Museu da Dança
Coordenação artística: Ruth Rachou e Raul Rachou
Orientadores das Oficinas: Rachel Annunciato e Raul Rachou
Orientadores Aula Magna: Ruth Rachou e Raul Rachou
Mesa de Bate-papo (palestrante): Helena Katz e Raul Rachou
Artistas convidados (Mostra de Dança): Mariana Muniz, Rachel Annunciato e Raul Rachou
Pesquisadora (exposição virtual): Bernadette Figueiredo
Organização, catalogação e digitalização de acervo: Isadora Dieb e Tatiana Cotrim
Registro em vídeo das ações e documentário: Osmar Zampieri
Coordenação de Produção: Ação Cênica Produções Artísticas
Assistente de produção e iluminador: Rafael Petri
Apoios: Acervo Multimeio do Centro Cultural São PauloEscola de Dança de São Paulo, Fundação Theatro Municipal de São Paulo, Museu Theatro Municipal de São Paulo, Studio Suzana Andersen e TV Cultura.
*Projeto contemplado pela 21º Edição do Programa Municipal de Fomento à Dança.