BLOG

20/04/2017

Graduação em dança


No Brasil, 34 instituições de ensino superior oferecem a graduação em Dança (bacharelado, licenciatura ou tecnológico).

O estado com maior oferta de cursos é o Rio Grande do Sul: pode-se estudar Dança em sete universidades (quatro públicas e três privadas). Logo atrás vem São Paulo, que conta com seis instituições (uma pública e cinco privadas).

 

Outros cursos relacionados são os de Teoria da Dança, na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e Comunicação das Artes do Corpo, na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) – este último englobando também o Teatro e a Performance.

 

A graduação em Dança é composta por disciplinas tanto teóricas como práticas, e a duração dos cursos varia entre quatro a dez semestres.

 

Temos também no páis, 29 instituições de ensino superior que oferecem a pós-graduação lato sensu (também conhecida como especialização ou MBA) em Dança.

 

Em geral, o curso varia de 6 a 18 meses de duração e vincula-se à área de Humanidades e Artes, Saúde e Bem-Estar Social ou Educação. Pode ser mais voltado à dimensão artística da dança, à dimensão técnica da dança ou ao ensino de dança nas escolas.

 

Para ingressar em uma pós-graduação lato sensu, o requisito básico é possuir diploma emitido por instituição de ensino superior reconhecida pelo MEC. Todos os cursos dessa natureza incluem, necessariamente, provas presenciais e defesa presencial de monografia ou trabalho de conclusão de curso. A carga horária mínima é de 360 horas e o aluno deve ter pelo menos 75% de frequência para obter o certificado.

 

Fontes: e-MEC (http://emec.mec.gov.br/), SESu (http://www.portal.mec.gov.br/sesu/) e Capes (http://www.capes.gov.br/)